jump to navigation

Porquê

Concorda com a despenalização da interrupção voluntária da gravidez, se realizada, por opção da mulher, nas primeiras dez semanas, em estabelecimento de saúde legalmente autorizado?

É a esta pergunta, realizada nestes exactos termos, que responderei NÃO no dia 11 de Fevereiro de 2007.

Porquê?

Acima de tudo, porque considero a Vida Humana o bem mais essencial da nossa sociedade e não consigo conceber que se aceite que um ser humano coloque termo à vida de outro ser humano sem que para tanto tenha sequer que apresentar um motivo.

É com pena, porém, que assisto, no debate que já se vai promovendo por esse país fora, à mobilização de argumentos tantas vezes demagógicos, tantas vezes adulterados, tantas vezes tão distantes daquilo que verdadeiramente estará em causa no dia 11 de Fevereiro.

A pergunta que nos fazem não é se concordamos ou não com o aborto, isso é claro!

Mas a pergunta que nos fazem também não é:

É nesta pergunta colocada nestes termos, que nos devemos centrar.

É esta pergunta, colocada nestes exactos termos, que devemos debater!

Não sou filiada em nenhum partido nem estou associada a nenhum dos movimentos cívicos constituídos para este referendo, mas gostava de poder contribuir, de forma, acima de tudo, honesta, clara e democrática para um debate esclarecido desta questão.

É por isso que surge este blog, como um espaço que se pretende aberto ao diálogo e ao confronto saudável de argumentos, um espaço que, espero, possa contribuir para que dia 11 o nosso voto – num ou noutro sentido – seja um voto esclarecido.

Participem nele, comentem, debatam… é assim que se constrói a democracia!

%d bloggers like this: