jump to navigation

Reacções

(…) face ao ordenamento jurídico português está mais protegido um ovo de pintassilgo em seu ninho do que um embrião no ventre de sua mãe. Ao primeiro bem jurídico corresponde tutela penal, é crime destruí-lo, e a esse crime reage o direito estatuindo pena de prisão e multa. Ao embrião humano não só será lícito destruí-lo livremente, como até parece que essa destruição será um direito subjectivo que passa a existir na esfera jurídica da mulher grávida.

Perversões Ideológicas – Manuel

Por iniciativa do projecto vidas com vida está em elaboração uma base de dados de todos os que querem ajudar, o contributo específico de cada ajuda, o tempo disponível e as competências de cada voluntário. Esta base de dados inclui também todos os que precisam de ajuda e as instituições que estão já de portas abertas e apoiam mulheres e crianças.

Agência Ecclesia

Primeira clínica espanhola de IVG abre em Março.

TSF

Note-se que esta clínica abre antes de existir qualquer alteração legal. Tudo a provar o que sempre aqui se disse: não é preciso mudar a lei para praticar os mesmos abortos que se praticam em Espanha, em Portugal!

Nada como os debates da noite de ontem e do dia de hoje para perceber, finalmente, o tema do referendo. A pergunta a que respondi, afinal, foi:

Concorda com a liberalização do aborto se praticada até às 10 semanas, gratuitamente, no Serviço Nacional de Saúde?

Até que enfim… – jcd

Anúncios
%d bloggers like this: